PUBLICIDADE

Coluna FA

Caros leitores,

Estamos iniciando uma nova coluna no site a qual falaremos sobre diversos assuntos relacionados ao Futebol Americano.

E para iniciarmos a coluna essa semana falaremos sobre a História do Futebol Americano:


O futebol da bola redonda começou a ser transformado em um esporte por volta de 1800 na Inglaterra, e a partir de 1805 começou a ser chamado de “Football”. O futebol daquela época pouco tem haver com o futebol praticado atualmente, pois não existiam regras específicas. E foi em 1823 na cidade de Rugby que um dos jogadores chamado William Webb Ellis resolveu correr com a bola na mão, assim em homenagem a cidade e universidade deu inicio ao “Rugby Football”.

A partir de 1860 os praticantes do futebol decidiram criar e unificar as regras, dando inicio em 1863 a Football Association (percursora da FIFA). O nome soccer vem da sigla da abreviatura de Association (assoc.) e os praticantes de assoccers, daí o termo Soccer para o futebol. Alguns anos depois os praticantes do Rugby criaram em 1870 a Rugby Football Union e deram novos rumos ao Rugby.

Com a vinda do Soccer e do Rugby para os EUA e com a não definição clara das regras foram surgindo variações e em 06 de novembro de 1869, um jogo entre as universidades de Rutgers e Princeton e tido como a data de nascimento do Futebol Amercinao “football”, mas sem as devidas regras definidas o jogo contou com 20 atletas de cada lado.


Foi somente em 1876, quando representantes de três das principais universidades americanas: Harvard, Princeton e Columbia, reuniram-se em Springfield, no estado de Massachusetts, para padronizar as regras do esporte.





Walter Camp, treinador de Yale, é considerado o pai do Futebol Americano, ajudou a na evolução do futebol americano reduzindo o número de jogadores para 11 atletas por equipe, introduziu as tentativas, sendo três tentativas para 5 jardas. Em 1906 a distância foi alterado para 10 jardas, em 1912 foi introduzido mais uma tentativa, resultando no que é hoje 4 tentativas para avançar 10 jardas. Durante uma década várias universidades proibiram a pratica do esporte devido as graves lesões ocasionadas pela sua partica.


Em 1905, as universidades de Harvard, Princeton e Yale foram convidadas pelo Presidente Norte Americano Theodore Rossevelt para ajudar a salvar o esporte da morte. Em algumas reuniões das faculdades que praticavam o esporte foi nomeado um Comitê de Regras de sete membros e estabeleceu o que viria a ser conhecida National Collegiate Athletic Association, ou da NCAA.

A partir deste Comitê chegou-se à legalização do passe para frente, o que resultou em um redesenho da bola em um estilo mais aberto de jogo. As formações em massa foram proibidas devido a várias lesões ocasionadas por essas formações, reduziu-se o tempo de jogo para sessenta minutos, e outras regras que ajudaram a propagar o esporte pelo EUA.

Segue link de um jogo entre Princeton e Yale em 1903:

http://www.youtube.com/watch?v=uERnf4jHe7s&feature=related

Em 1920 surge a American Professional Football Conference, rebatizado em 1922 por National Football League (NFL), mas essa história fica para as próximas colunas.

Referências:

* 1 – Revista Futebol Americano – Especial 2010/2011 – Emporium de Idéias Serviços Editoriais.

* 2 - http://www.hornetfootball.org/documents/football-history.htm


Coluna escrita por Romenito Silva Siewerdt – Envio de textos, sugestões e contato: romenito@joinvillegladiators.com.br